Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rádio Ventor

É uma rádio de sonhos, uma Via Láctea de sons!

É uma rádio de sonhos, uma Via Láctea de sons!

Rádio Ventor

Flying_Lucanus_cervusDP.jpg

A vaca-loura também faz música quando voa e música boa



Na Rota da Música, com a Maria ao piano



Podem ver aqui todos os Links dos meus Blogs. É só abrir e espreitar


As Minhas Músicas

Estas são as nossas playlists do Youtube, no Rádio Ventor. Minhas e do Pilantras.

Tentei concentrar as minhas playlists na Rádio Ventor para ouvi-las, na Televisão, sempre que me apetecer. Por isso, acho melhor que estejam concentradinhas para não ter de andar sempre a procurá-las.

IMG_0017 - Copy.jpg

Esta era a figura que o Pilantras fazia quando vivíamos na Amadora. Entre eu e ele estava uma porta. Eu ouvia música, sentado numa cadeira e, de máquina na mão, click! Quando eu lhe tirei a foto ele terá pensado: "tu e o Quico deviam ser uns belos malucos pela música"! Pois, ele agora, está outro doidinho!

As primeiras músicas escolhidas pelo Ventor

Músicas escolhidas por mim e pelo Pilantras Pilantras

Algumas das minhas músicas que me recordam África

Também ouço música quando faço as minhas Caminhadas de Sonhos

As músicas fazem parte da minha Grande Caminhada

Também nunca me abandonam as músicas que foram do Quico

Há momentos que me fazem decidir pelas Músicas Favoritas

Mas eu e o Quico, fizemos uma Lista no Youtube

Também tenho sido um assíduo ouvinte de André Rieu

Mas um dos complementos das minhas noites são as minhas Músicas de Sonhos

Ao mesmo tempo faço a partilha dos meus gostos pessoais pelas músicas que me tem sido permitido usar via Youtube.

Tudo isto a pedido do meu Pilantras que me dise que eu não percebia nada disto. Se queria ouvir as músicas e ver os vídeos, na Televisão, o melhor era concentrá-las todas num poste. Aqui estão elas, para mim, para o Pilantras para a nossa Dona e para quem quiser ouvi-las.




Lince Ibérico, em perigo de extinção - Foto tirada da Net


18
Out08

A Minha Homenagem aos Four Tops

Luiz Franqueira - Ventor

Eles eram grandes!

Eram mesmo grandes!

 

 

 

Mas tudo acaba, e os Four Tops, como todos os grandes, já acabaram também!

 

Por isso, eu quero deixar aqui a minha homenagem a estes quatro cavaleiros de um outro Apocalipse. O Apocalipse da alegria que nos foi proporcionada pela sua música.

Em 1967, tanto quanto me recordo, ouvi esta música pela primeira vez. Tinha vindo da Base Aérea 2, da Ota, num fim de semana e lembro-me de, em Lisboa, numa casa de gente amiga, ouvir esta música. Parei junto do rádio e fiquei ali especado até ao fim  a ouvi-los. Eu não percebia nada de inglês, mas sabia o rudimentar do liceu e fixei o «Reach out, I'll be there». Alguém disse: "se gostas tanto, vou comprar este disco para ouvires até te fartares"! Mas não. Eu nunca me fartei! Hoje, continuo a ouvi-la, com a mesma vontade de então!

 

Esta bela música foi meu lema durante muitos anos e deu-me a vontade suficiente para continuar as caminhadas de outrora. «Reach out, I'll be there» aprendi eu a dizer. Mais tarde aprendi o mesmo lema com a Sylvie Vartan: «J'Atendrai".

 

Com a morte de Levi Stubbs, fica apenas um sobrevivente do grupo: Abdul "Duque" Fakir. Mas as suas músicas continuarão connosco, enquanto eles "Lá" esperarem por nós.

Os Four Tops, mantiveram-se como grupo durante 43 anos, o que, em termos de grupos musicais, será quase uma eternidade.

Eles começaram a cantar, em 1953, como Four Aims, mas mais tarde mudaram o nome para Four Tops, para não serem confundidos com os Ames Brothers.

Se a minha memória não me deixa mal, acho que o grupo terminou em 1996, mas a sua música tem continuado connosco e, pelos vistos, vai continuar.

Ouçam os Four Tops

O Ventor gosta de música e de instrumentos musicais e, entre eles, um dos mais apreciados é a gaita galega, como dizíamos em Adrão, 50 anos atrás

1 comentário

Comentar post


Eu sou Pilantras - o Ticas

Vim aqui escutar as músicas do Ventor e do Quico Também já escolhi algumas com o Ventor

Para mim torna-se giro ver a azáfama do Ventor a virar estes instrumentos antigos, pela Net

Este afresco encontrado em Tebas, Egito. c. 1422 a 1411 a.C., mostra-nos como há cerca de 3.500 anos, já as mulheres se dedicavam à música. Elas tocam, flauta, alaúde e harpa

Quirion a ensinar música ao jovem Aquiles

Uma sitar persa. Este instrumento parece ser de origem indiana

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.