No sábado passado, fomos a uma festa!

 

 

A alegria da Maria, sonhando com o seu talento

 

A Maria, ofereceu, para familiares e amigos, no Conservatório da Música, em Carnide, uma "audição de piano" e tocou para nós, Grandfathers Clock. Talvez pensando que iríamos ter de mudar a hora e o Grandfathers Clock teria de conviver com o "martírio" da mudança de uma para trás, uma para a frente, durante o ano.

Não tardará muito, se ela se dedicar ao piano, assistiremos a uma bela sonata de Beethoven, tocada pela Maria, lá para os lados do Danúbio. Viena irá parar para ouvir e os cisnes do Danúbio, muito depois do grande tema, ainda estarão a dançar o seu Danúbio Azul para o Ventor os ver. Quem sabe se, das azinhagas de Carnide, a Maria não será catapultada para os grandes salões de Viena, de Innsbruk, de Paris, de Londres, de New York, de ...

 

 

Aqui, sentada frente ao grande piano, ela está concentrada no sua audição e no Grandfathers Clock

 

Por agora, ficamos-nos pelas azinhagas de Carnide, aquele típico bairro lisboeta que ainda nos mostra cambiantes dos dois últimos séculos e mais mas, recordou-nos que os sons saídos dos dedos da Maria ainda podem ir bem longe!

 

Temos, no entanto, a certeza, que os dedinhos da Maria nas teclas do grande piano do Conservatório de Música nos informava que a vida continua na roda do tempo, sempre em mudança, com relógio ou sem relógio e, até o João sabe que é assim pois já tem relógio e para que a mudança não pare, nos diz, com toda a segurança, que já lhe podemos perguntar as horas, não vá o diabo tecê-las!

 

 

Agora, depois da audição, agora já sós, apenas o Ventor e a Maria, o Ventor concentrou-se nas fotos e a Maria numa representação exclusiva para o Ventor. Mas, agora, com o ursinho ao colo, não largando a sua mascote 

 

Agora que temos uma princesa do piano, ela irá preencher uma bela página desta Rádio galáctica, a Rádio Ventor e, com o tempo, com piano ou sem piano, a Maria terá oportunidade, se tiver vontade, de nos levar a ver os seus futuros saraus.

 

 

Pequena Ópera, Bastien e Bastienne de Mozart

O Ventor gosta de música e de instrumentos musicais e, entre eles, um dos mais apreciados é a gaita galega, como dizíamos em Adrão, 50 anos atrás

tags:
publicado por Ventor às 20:43